• OCK MÍDIA

Sala de espera para crianças

Quem tem filhos sabe como eles ficam impacientes e entediados quando enfrentam longos períodos de espera, especialmente em ambientes hospitalares. Mesmo que seja apenas uma consulta de rotina em uma clínica, a ida ao médico é, para muitas crianças, uma tortura.


Observe uma sala de espera onde haja crianças. Certamente você verá a maioria delas com o celular dos pais nas mãos, vidradas em algum joguinho ou desenho animado. Mas e as clínicas, o que tem feito para mudar esse cenário?


Alguns estabelecimentos de saúde já providenciaram um espaço kids, outras uma brinquedoteca. Porém, hoje em dia, há outras alternativas para entreter as crianças enquanto aguardam sua consulta (ou a do familiar que ela esteja acompanhando).


Em 2018, em uma feira hospitalar, uma startup apresentou uma mesa digital interativa, um equipamento que tem como objetivo levar uma série de games educativos às crianças, com o intuito de apoiar o desenvolvimento motor e cognitivo. Entre os locais que já adotaram essa mesa digital estão o Hospital Santo Antônio, a Rede D’Or e a AACD.


Para os gestores de clínicas que preferem deixar a sala de espera menos tecnológica, um espaço tradicional com brinquedos, desenhos para colorir e livros é muito válido, pois já se abe que manter um espaço lúdico dentro de espaços de saúde tem um impacto positivo na aceitação e resultado do tratamento.


Além de criar um ambiente mais agradável para as crianças, o espaço dedicado a elas nas salas de espera pode ser interessante para disseminar boas práticas de higiene e informações sobre prevenção de doenças. Contratar uma equipe de monitores que tragam essas informações por meio de representações cênicas e brincadeiras que envolvam os pequenos pode ser mais eficiente do que muitas campanhas veiculadas na TV ou apresentadas de forma didática em sala de aula.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo