• OCK MÍDIA

Manutenção e desinfecção em espaços de saúde

Cuidar da manutenção de espaços e equipamentos de uma clínica apenas após a detecção de algum problema pode acarretar prejuízos que a prevenção poderia evitar. O ideal é que haja manutenções periódicas, visando aumentar a longevidade e evitar falhas que possam atrapalhar a rotina de atendimentos.


É importante lembrar que falhas nos processos de limpeza e desinfecção em clínicas e hospitais representam risco à segurança do usuário e dos profissionais.

Para que a saúde e o bem estar de pacientes e profissionais sejam preservados, siga essas dicas:


1. Ar condicionado:

· O sistema de climatização deve ser higienizado periodicamente;

· Para a limpeza prefira produtos biodegradáveis;

· Os filtros devem ser limpos a cada 15 dias;

· A manutenção com empresa especializada deve acontecer a cada 6 meses, no mínimo.

2. Filtro de água:

· O tempo médio para a manutenção de filtro de água e a troca do mesmo é de 6 meses ou a cada 3 mil litros de água filtrada, dependendo do modelo;

· Fique atento ao manual do aparelho, pois o tempo para troca não é padrão e pode variar de acordo com a capacidade do purificador;

· Para diminuir custos com manutenção e fazer a limpeza sem a necessidade da presença de um técnico, tire o purificador da tomada, feche o registro da água e limpe bem o reservatório. Não use nenhum produto que possa prejudicar a água potável! Por fim, encaixe a mangueira e deixe a água correr por um tempo para retirar bem toda a sujeira;

· Antes de adquirir um purificador verifique a vida útil e o preço do refil, pois esse precisa ser trocado constantemente.


3. Dedetização:

· Deve ser realizada por empresas terceirizadas e especializadas, seguindo as normas estabelecidas pela ANVISA;

· Antes de contratar uma empresa verifique se a mesma garante o mínimo impacto ambiental, a saúde do consumidor e do aplicador dos produtos saneantes desinfetantes;

· Áreas críticas (cozinhas, copas, despensas, almoxarifados e rede de esgoto) devem ser desinsetizadas mensalmente;

· Enfermarias, apartamentos, centros cirúrgicos, CTIs, UTIs, prontos-socorros e consultórios médicos devem ser desinsetizadas, no mínimo, uma vez ao ano;

· Setores administrativos devem passar por inspeção a cada três meses;

· O agendamento da desinsetização (dedetização) é necessário para garantir o isolamento do local, evitando contaminação de funcionários e pacientes.

4. Coleta de resíduos infectantes:

· A coleta, transporte e destinação final de resíduos biológicos infectantes deve ser feita por uma empresa especializada;

· Os profissionais da saúde devem ter em mente que é obrigatória a segregação dos resíduos no momento da geração, de acordo com a classificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.


Adotando esses cuidados em seu espaço você garante atendimento de qualidade e ainda evita prejuízos.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo