• OCK MÍDIA

Como um plantonista deve se alimentar?

Médicos plantonistas costumam enfrentar rotinas exaustivas de trabalho. A jornada noturna pode exercer grande impacto na saúde e uma alimentação adequada é fundamental para manter o profissional ativo.


Sabemos que as noites nos hospitais tendem a ser corridas, porém o médico jamais deve ficar longos períodos sem comer. A alimentação influencia no humor, na concentração, na disposição física e em outras funções do organismo. Ou seja, comer bem é um hábito que está diretamente ligado ao seu rendimento no trabalho.


Antes de iniciar o plantão, evite consumir gorduras e comidas pesadas – isso afastará a sonolência. Prefira legumes, folhas, e cereais integrais.


Durante o expediente, faça pequenos lanches. Nos intervalos, você deve ingerir alimentos que forneçam energia e sejam de fácil digestão. Nozes, amêndoas e castanhas são excelentes opções, pois ajudam a promover saciedade.


Se você é do tipo que não dispensa energéticos, cuidado! Abusar de bebidas estimulantes como café, guaraná e chás pode causar tremores e desconforto gástrico. O ideal é ingerir pequenas xícaras nos intervalos para evitar esses sintomas.


Existem alimentos que aumentam a concentração e diminuem a fadiga, tornando o trabalho noturno mais produtivo. São eles:


  • Tomate

  • Grão-de-bico

  • Atum, sardinha e salmão

  • Chocolate amargo

  • Espinafre

  • Beterraba

  • Linhaça


Se você ainda não tem o costume de consumir esses alimentos, inicie hoje mesmo, pois além de contribuírem para sua produtividade, eles auxiliam na saúde do cérebro e ajudam a prevenir o estresse.

63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo