• OCK MÍDIA

Como lidar com pacientes difíceis

Pacientes difíceis são definidos por alguns profissionais como aqueles que agendam múltiplas consultas sem motivo claro em um curto espaço de tempo e não aparentam melhora com os tratamentos propostos. Além disso, esses pacientes podem apresentar conflitos constantes com cônjuge, familiares, colegas, vizinhos, etc. Uma outra característica dos pacientes difíceis é o foco em assuntos sem relação direta com o problema de saúde que originou a consulta.


Há diversos tipos de pacientes que integram o “grupo dos difíceis”. Alguns podem agir com impaciência e até grosseria.


No dia a dia do profissional de saúde é comum encontrar pacientes frágeis, exigentes, os que se autodiagnosticam em sites encontrados em buscas na internet, os desobedientes, os contestadores, etc. O importante é que o profissional saiba agir com cada um deles, tarefa que exige muita inteligência emocional. Durante um atendimento difícil é indispensável que o profissional conquiste cada pessoa, considerando que cada ser humano tem uma personalidade e motivos para agir de tal maneira. Apesar de mostrar-se compreensivo, o profissional deve manter uma postura firme.


O mais importante para lidar com pacientes é ouvir tudo o que eles tem a dizer e demonstrar vontade de ajudá-los, pois isso faz com que ele sinta confiança. Detalhe as opções de tratamento de forma calma e clara, tirando todas as dúvidas. Lembre-se que a atenção e a boa comunicação elevam as chances do paciente retornar e indicar seus serviços para amigos e parentes.

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo